top of page
  • Foto do escritorcontatogilsonss

Para cada Orixá, um santo católico. Conheça o Candomblé.....uma genuína religião africana.

Atualizado: 14 de fev. de 2023


Mãe-de-Santo
Mãe-de-Santo

O Candomblé á a religião mais pura entre todas as religiões africanas praticadas no Brasil. Pouco foi adaptada quando comparada às suas origens. Veio ao Brasil junto com os escravos africanos. Mas, por suas danças e rituais terem sido consideradas como feitiçaria pelos colonizadores portuguesas, foi proibida.


Mesmo assim, para cultuá-la, os escravos associaram os orixás do Candomblé (entenda orixá como uma força da natureza personificada), com santos cultuados no catolicismo, religião praticada pelos colonizadores. Esta similaridade é chamada de sincretismo religioso. Buscavam com esta prática mostrar que estavam rezando para um santo católico, quando na verdade, "as velas eram acesas para os orixás"


Na África existem mais de 200 orixás. No Brasil, apenas 16 são cultuados. Observem a seguir, as associações mais conhecidas entre orixás e santos católicos:

  • Ogum - orixá guerreiro representado por São Jorge;

  • Iemanjá - grande deusa e senhora dos mares. Representada por Nossa Senhora da Conceição ou Nossa Senhora do Rosário;

Iemanjá
Iemanjá
  • Oxum - orixá do amor, da maternidade e da fertilidade. Representada pela grande mãe da igreja católica Nossa Senhora da Aparecida;

  • Xangô - orixá da justiça, representado por São Jerônimo;

  • Oxóssi - orixá senhor das matas, protetor dos animais, representado por São Sebastião;

  • Iansã - orixá da força natural feminina. Seu sincretismo é Santa Bárbara;

  • Obaluaiê - orixá divindade da saúde e medicina. Sincretismo com São Roque e com São Lázaro;

Festa a Obalualê
Festa a Obalualê
  • Exú - orixá responsável pelo caos, pela desunião, guerras e disputas. Representa o demônio no sincretismo católico;

  • Oxalá - o maior e mais conhecido orixá do Candomblé. É o orixá da criação, responsável por tudo que cresce no mundo. É sincretizado com o Senhor do Bonfim, ou Jesus Cristo

Dique Torotó em Salvador, Bahia. Orixás flutuantes. Imagem se Oxum, Ogum, Oxóssi, Xangô, Oxalá, Iemanjá, Nanã e Iansã.
Dique Torotó em Salvador, Bahia. Orixás flutuantes. Imagem se Oxum, Ogum, Oxóssi, Xangô, Oxalá, Iemanjá, Nanã e Iansã.

OLORUM é o Deus maior, o ser supremo que criou a humanidade e os orixás, além de estabelecer o universo e a existência.


Os seguidores do Candomblé acreditam que cada pessoa possui um orixá que com ela se identifica. Para descobrir o orixá de cada um, o pai-de-santo (babalorixá) ou a mãe-de-santo (ialorixá) usa o ifá, um jogo de búzios com conchas.

Mãe Aninha
Mãe Aninha

A religião foi proibida e perseguida pela então polícia até 1937, quando Mãe Aninha (Eugênia Ana dos Santos), mãe-de-santo de Salvador/Bahia, em conversa com Getúlio Vargas, o convenceu a promulgar um decreto-lei que proibiu o embargo sobre o exercício do Candomblé.


Mãe Menininha de Gantois
Mãe Menininha de Gantois

A mais famosa mãe-de-santo brasileira é a Mãe Menininha do Gantois (Maria Escolática da Conceição Nazaré), graças a famosa canção de Dorival Caymmi que era frequentador de seu terreiro (local de culto).






495 visualizações3 comentários

Posts Relacionados

Ver tudo
bottom of page