top of page
  • Foto do escritorcontatogilsonss

XINTOÍSMO - O caminho dos deuses

Atualizado: 17 de abr.


Uma religião tradicional do Japão que representa a espiritualidade para o povo japonês, como outras crenças espiritualistas existentes no mundo. A palavra Shinto significa "caminho dos deuses" e foi adaptada do chinês unindo-se o termo "shin" (deuses), com "to" (estudo ou caminho).

Torá - O símbolo xintoista
Torri - O símbolo xintoista

O Xintoismo fortalece o culto à natureza, aos antepassados, e a pureza espiritual representada pelos KAMI (deuses, divindades ou espíritos da natureza).


Os KAMI não são deuses onipotentes, nem onicientes ou criacionistas. Eles possuem poderes limitados e individuais. Alguns KAMI são espíritos de um local em particular como uma montanha, um vale, um rio, um lago ou outro lugar fruto da natureza. Existem KAMI ligados à fenômenos atmosféricos como a chuva, ao vento, aos raios e trovões. Outros KAMI se associam ao cotidiano da vida humana como ao vestuário, aos meios de transporte e as profissões.


Os KAMI também são associados a deuses com forma humana como Amaterasu, a deusa do Sol; Tsukuyomi, a deusa da Lua, e Susanoo, o deus dos oceanos e das tempestades.

Tsukuyomi - A deusa da Lua
Tsukuyomi - A deusa da Lua

Inclui-se ainda no conceito de KAMI, os espíritos de homens notáveis. Os espíritos dos antepassados de cada família são considerados deuses tutelares, motivo para a grande imponência dos ritos fúnebres na religião.


Amaterasu saíndo de uma gruta
Amaterasu saíndo de uma gruta

O KAMI mais significativo é a deusa-sol Amaterasu, antepassada da família real japonesa. Seu santuário chama-se "Grande Santuário de Ise-jingu", localizado na cidade de Ise, província de Mie, no Japão.


Santuário de Ise-jingu , dedicado à deusa-sol Amaterasu
Santuário de Ise-jingu , dedicado à deusa-sol Amaterasu

O principal símbolo do Xintoismo é o TORRI que representa o respeito e a vida em harmonia com a natureza.

Torri - O símbolo do Xintoísmo
Torri - O símbolo do Xintoísmo

O Xintoismo representa um modo de vida para o povo japonês. Não possui um fundador, e nem um livro sagrado como a Bíblia. Porém, segue três textos básicos chamados de Shinten. São eles:

  • Kojiki - a mais antiga escritura. Relata a história da mitologia japonesa. Datado de 712.

  • Nihongi - crônicas japonesas. Redigido em 720. Possui 30 volumes.

  • Kogo-shui - relata a história do clã do Imbe, a família responsável pelos ritos que são utilizados. Sua redação é do ano de 807.


Três princípios básicos norteiam a cultura xintoísta:

  • Musuhi - Indica a origem da criação. Tudo é criado pelo poder de Musuhi. Considera os seres como algo que aparece pelo fenômnos de "ser gerado", "tornar-se", e "maturar-se". Os KAMI são associados a todos os seres do mundo, sendo manifestações do Musuhi;

  • Makoto - Relata as virtudes alcançadas fruto do contato com os KAMI;

  • Tsunagari - Significa o conceito de continuidade, onde todos devem se doar uns para os outros.




Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page