top of page
  • Foto do escritorcontatogilsonss

TENRIKYO. A construção de um mundo melhor e mais feliz.

Atualizado: 10 de abr.

Nosso corpo é um empréstimo de Deus. A origem das doenças está no nosso espírito. A morte é denominada de retornamento. A reencarnação é contínua. Deus assume também o gênero feminino. Vamos conhecer um pouco da Tenrikyo, uma nova religião japonesa, que oferece uma filosofia de vida que enobrece a gratidão e a união com a natureza.


De forma semelhante à religião católica romana a qual vê Deus de três dimensões, Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo; a Tenrikyo possui três níveis diferentes de entendimento da natureza de Deus. A primeira observa DEUS como um Ser puro, original e verdadeiro, criador dos homens e dos demais seres; a segunda vê DEUS como criador da natureza e das suas leis naturais, e a terceira assume DEUS como Pai e Mãe dos seres humanos.


De maneira diferenciada das religiões abraâmicas, Deus também assume também o gênero feminino em sua forma e constituição. Por isso, a forma comum de referenciar DEUS é chamá-lo de DEUS PARENS (Deus Parente), o Deus tanto masculino quanto feminino.


A Tenrikyo foi fundada no final do Séc XIX (1838) a partir das revelações feitas a uma mulher japonesa chamada MIKI NAKAYAMA, cognominada OYASSAMA. Miki praticava um modelo de vida que foi agregado à Igreja. Prega principalmente a vida plena de alegria e felicidade com a harmonia entre Deus Parens e os seres humanos.


Na Tenrikyo crê-se na reencarnação contínua, não existindo um mundo pós-morte. Seus ensinamentos enfatizam muito o trabalho em equipe. Cada Daikyokai (ou Igreja-Mor) possui um objetivo específico podendo ser um grupo de atendimento a necessitados, um grupo de auxílio terapeutico em hospitais, um grupo voltado ao ensino em Universidades, outro à administração de um museu ou biblioteca, e até mesmo grupos voltados à práticas esportivas. Destaque para o judô, modalidade de muito sucesso na Tenrikyo com a formação de muitos campeões.



Sua sede principal fica na cidade de Tenri na prefeitura de Nara no Japão. Seus líderes religiosos são chamados de SIMBASHIRA ou "Pilar Principal". Em sua sede encontra-se a JIBA, um espaço onde é represento a terra natal de todos os seres humanos. JIBA é o local onde Deus Parens reside. Ela se localiza no centro do Recinto de Referência da sede principal.


Ao redor da Jiba, é praticado o serviço de KAGURA (cerimônia) o qual visa a salvação. Seu objetivo é alcançar a vida plena de toda a humanidade. Na JIBA encontra-se um marco, o KANRODAI, um pilar hexagonal erguido como prova de que o homem foi aí concebido. É chamado de Pedestal do Nectar. É o ponto central de reverência de todos os fiéis seguidores da Tenrikyo.



O KAGURA só pode ser realizado em Jiba, na sede principal. A cerimônia possui uma maravilhosa dança em pé, com 10 pessoas, utilizando máscaras. A música é entonada por 9 instrumentos musicais específicos. Nas demais igrejas, a cerimônia é feita de forma sentada e logo após, se faz a chamada Dança das Mãos. As máscaras, no entanto, não são utilizadas.



Os principais ensinamentos da Tenrikyo

  • O corpo é um empréstimo de Deus. O homem é livre para pensar e desenvolver sua imaginação, usando livremente seu espírito;

  • A origem das doenças está no espírito. São oito as chamadas "poeiras espirituais": mesquinhez, cobiça, ódio, amor próprio, rancor, raiva, ambição e orgulho". Além delas inclui-se também a mentira e a lisonja;

  • A proteção de DEUS PARENS não ocorreu somente no momento da criação, mas existe até hoje;

  • O mundo foi criado para que todas as pessoas pudessem ter a vida plena de alegria e felicidade;

  • A morte indica a devolução do corpo que foi emprestado por Deus Parens. É o ponto de partida para o renascimento com um novo corpo emprestado. Este processo chama-se RETORNAMENTO.


Estima-se que a Tenrikyo tenha mais de 2 milhões de seguidores no Japão, e cerca de 4 milhões em todo o mundo


Como a fé é curiosa!


Fontes de referências bibliográficas:




48 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page