top of page
  • Foto do escritorcontatogilsonss

PÁSCOA. A ressurreição de Jesus Cristo

A Páscoa é a celebração mais importante do cristianismo. Ela nos relembra os últimos atos da vida de Jesus Cristo na Terra; sua ressurreição.



No cristianismo, a ressurreição de Cristo mostra aos fiéis que todos serão ressucitados durante o retorno de Jesus à Terra. O apóstolo Paulo em I Corintos 15:23-24 diz: "Porém, cada um será ressuscitado na sua vez: Cristo, o primeiro de todos; depois os que são de Cristo, quando ele vier, e então, vira o fim".


A Páscoa cristã surge a partir da Pessach (passagem), ou a PÁSCOA JUDAICA. Nela os judeus celebram sua libertação da escravidão no Egito, ocorrida em torno de 1.280 a.C. Na antiguidade, os cristãos celebravam a Páscoa no mesmo dia em que os judeus celebravam a Pessach. A crucificação e a ressurreição de Cristo teriam acontecido exatamente na época do festival judaico, criando um paralelo entre as comemorações.


A data da Páscoa é móvel e foi oficializada pela Igreja Católica no Séc. IV a.C. Todo ano, a Páscoa é comemorada no primeiro domingo após a lua cheia que acontece logo após o equinócio de primavera (no Norte) ou de outono (no Sul).


A QUARESMA e a SEMANA SANTA (última semana antes da Páscoa) significam uma época de aguardo e preparação para a Páscoa. A Igreja Católica criou a QUARESMA durante a Idade Média. É um período de 40 dias destinado à penitência e a procura por santificação dos fiéis.



A SEMANA SANTA relembra os últimos dias de Jesus Cristo. Inicia-se no DOMINGO DE RAMOS, ou o momento em que Jesus retornou a Jerusalém e foi exaltado pela população. As pessoas cobriram as estradas com ramos de palmeiras, para comemorar sua chegada. Na 5a. FEIRA SANTA é relembrada a ÚLTIMA CEIA, momento em que Jesus Cristo instituiu a EUCARISTIA, anunciando os acontecimentos que iriam ocorrer com ele. Ainda na 5a. feira, Jesus foi preso. Na 6a. FEIRA SANTA, ele foi crucificado e morreu. O SÁBADO DE ALELÚIA é o momento em que seu corpo estava no Santo Sepulcro. No DOMINGO DE PÁSCOA, Jesus ressucitou e também aconteceu o 1º aparecimento de Jesus a seus discípulos.



Símbolos e costumes na Páscoa


Na época atual, existe a tradição de não consumir carne vermelha e de frango na 6a. feira santa, pois é um dia de abstinência, uma tradição milenar do catolicismo. A origem desse costume se deu na Idade Média, onde, no século IX, a prática era jejuar toda sexta-feira. Além de carne, não se consumiam também laticíneos e ovos.


O COELHO DA PÁSCOA vêm das comemorações dos povos antigos durante o começo da primavera. Acreditava-se que o coelho era a representação da fertilidade e do ressurgimento da vida.



O OVO representa o começo da vida. Vários povos presenteavam seus amigos com ovos, desejando-lhes a passagem para uma vida feliz. A partir deste costume surgiram, nos povos do Mediterrâneo, os primeiros ovos de Páscoa (ovos cozidos e pintados). O ovo fabricado com chocolate passou a existir desde o início do Séc. XIX na Europa. Inicialmente, somente a classe rica os utilizava. Aos poucos o costume foi se espalhando e foi aos poucos substituindo os ovos cozidos.



O CORDEIRO DA PÁSCOA vem lembrar a aliança que Deus teria feito com o povo judeu descrita no Antigo Testamento. Para os cristãos, Jesus é o Cordeiro de Deus que tirou os pecados do mundo.



O CÍRIO PASCAL é uma grande vela decorada com as letras gregas Alfa e Omega que significam o Início e o fim e é usada durante as celebrações da Semana Santa.


Elementos pagãos na Páscoa


Alguns teólogos e historiadores relacionam a comemoração da Páscoa com o culto a deusa germânica EOSTERN, ou OSTARA. A palavra PÁSCOA em Inglês e Alemão, muito provavelmente foi originado no nome desta deusa.

Em inglês, PÁSCOA = EASTER, com muita semelhança ao nome da deusa EOSTERN

Em alemão, PÁSCOA = OSTERN, com muita semelhança ao nome da deusa OSTARA


Como a fé é curiosa!

111 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page